//Assessor de vereador ouvido no caso Marielle é assassinado
Carlos Alexandre com 'uniforme' da equipe de Siciliano (E) e 'à paisana' em foto de fevereiro de 2017 (Foto: Montagem com reproduções/Facebook)

Colaborador do vereador Marcelo Siciliano (PHS), Carlos Alexandre Pereira foi executado na noite deste domingo (8), na Taquara, Zona Oeste do Rio. A Delegacia de Homicídios da Capital está investigando o caso. Segundo informações do 18º BPM (Jacarepaguá), uma equipe encontrou Carlos Alexandre morto no local. Sexta-feira, Siciliano foi intimado a deporcomo testemunha nas investigações sobre a morte de sua colega de Câmara Marielle Franco e do motorista dela, Anderson Gomes.

Neste domingo (8), o coronel Carlos Cinelli, porta-voz do Comando Militar do Leste, afirmou em entrevista não descartar o envolvimento de milicianos no assassinato de Marielle e Anderson. “Os dados da investigação ainda são tratados no nível da Secretaria de Segurança, o secretário tem acompanhado pessoalmente; o general Braga Netto comentou ontem (sábado) que houve avanços nesta última semana e é possível, é possível que haja alguma correlação. Mas isso só o curso das investigações é que vai dizer”, disse Cinelli.

Em nota, o vereador lamentou o incidente e se colocou à disposição. “Foi com grande pesar que recebi a notícia de falecimento do nosso colaborador Carlos Alexandre Pereira. Durante o tempo em que esteve conosco, fez tudo pela sua localidade e estava sempre disponível para ajudar no que fosse necessário. Me solidarizo com a dor dos familiares e amigos”, disse.

Segundo o gabinete, Carlos Alexandre era colaborador voluntário.