• Seja Bem Vindo!
  • 20 de Novembro de 2017
Quatro PMs morrem em queda de helicóptero durante operação
Publicado em: 19/11/2016 Às 18:50 - Atualizada em 20/11/2016 Às 16:19
Por Portal Jornada Da Redação, em Macambu

(Portal Jornada / Reprodução)

Quatro policiais militares morreram na queda de um helicóptero do Grupamento Aeromóvel (GAM) da Polícia Militar no fim da tarde deste sábado (19/11) perto da Cidade de Deus, na Zona Oeste.  O helicóptero apoiava a operação da polícia contra traficantes na comunidade. Houve intensos confrontos na região durante o sábado. A Linha Amarela e a Avenida Ayrton Senna chegaram a ser fechadas, provocando engarrafamentos.

Os PMs mortos foram identificados como major Rogério Melo Costa (piloto), capitão Schort, subtenente Barbosa e sargento Félix. Eles não chegaram a ser socorridos. Os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal.

Não há confirmação se o helicóptero foi abatido ou se caiu por causa de uma pane. Em nota, a Secretaria de Segurança informou que as causas da queda do helicóptero serão investigadas pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa).

Confrontos fecham a Linha Amarela

O sábado foi de intensos confrontos na região da Cidade de Deus. A Linha Amarela chegou a ser fechada em de manhã e à tarde.

A via foi interditada pela terceira vez por conta da queda do helicóptero. Um grande engarrafamento se formou na região. Motoristas foram aconselhamos a evitar a área. O trânsito chegou a ser também na Avenida Ayrton Senna.

Os confrontos entre policiais e traficantes começaram por volta de 9h30, quando PMs em patrulhamento na região encontraram bandidos armados, dando início a uma perseguição seguida de troca de tiros. Alguns homens foram detidos e levados para a delegacia.

Motoristas tentaram voltar na contramão para se proteger. Muitos deixaram os carros e tentaram se abrigar nas muretas de concreto que dividem as pistas.

Em nota, a Polícia Militar lamentou o falecimento dos dois oficiais e dois praças que estavam na aeronave.

Confira o comunicado na íntegra:

A Assessoria de Imprensa da Polícia Militar informa que um helicóptero do Grupamento Aeromóvel (GAM) caiu durante uma operação na comunidade Cidade de Deus, na Zona Oeste do Rio, neste sábado (19/11) por volta das 19h. Quatro tripulantes da aeronave vieram a óbito devido ao acidente. O Centro de Criminalística da PMERJ e a Delegacia de Homicídios estão no local. Os quatro corpos foram retirados da aeronave e encaminhados ao Instituto Médico Legal. As causas da queda serão apuradas pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA) neste domingo (20/11).

A Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro lamenta o falecimento de seus policiais militares e o Comando da Corporação está dedicado a prestar todo apoio às famílias desses policiais, além das últimas homenagens.

Operação por tempo indeterminado

Pelo menos um homem foi preso durante operação realizada pela Polícia Militar do Rio de Janeiro na Cidade de Deus, favela da zona oeste da cidade, neste domingo (20). Com ele foram apreendidos três fuzis e duas pistolas, segundo a PM. O caso foi encaminhado à 32ª DP (Taquara).

Ainda não se sabe se a aeronave sofreu uma pane ou foi atingida por criminosos. Embora a queda tenha ocorrido em meio a confrontos entre policiais, traficantes e milicianos, a principal hipótese é que o helicóptero tenha sofrido uma pane – segundo o Instituto Médico-Legal, os policiais morreram devido à queda e não haviam sido atingidos por nenhum disparo.

A polícia vai permanecer por tempo indeterminado na Cidade de Deus, segundo a Secretaria de Segurança do Estado do Rio de Janeiro. Na manhã deste domingo, enquanto policiais militares circulavam com apoio de blindados, pessoas faziam barricadas incendiando lixo.

Por causa da atuação da polícia no local, algumas ruas estavam interditadas. De acordo com o Centro de Operações da Prefeitura do Rio, as interdições ocorriam:

– na Estrada Marechal Miguel Salazar Mendes de Moraes, em ambos os sentidos, entre a Rua Antonieta Campos da Paz e a Rua Edgard Werneck e

– na Rua Edgard Werneck, em ambos os sentidos, entre a Estrada Marechal Migual Salazar Mendes de Moraes e a Rua Suzano.

A Estrada dos Bandeirantes, a Estrada do Gabinal e a Linha Amarela são opções, segundo o órgão.

  • Link Encurtado P/ Matéria:
Comentários
Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.
O Portal Jornada traz as principais notícias da Região Norte, Noroeste, Lagos e Serrana do Rio.