//Quase 300 PMs são afastados por suspeita de coronavírus

Na linha de frente no combate ao novo coronavírus, a Polícia Militar do Rio já sente os efeitos da doença. Dados da Diretoria Geral de Saúde da PM, divulgados pela Subsecretária de Inteligência da corporação, mostram que quase 300 PMs estão afastados de suas funções por suspeita de estarem infectados pela covid-19.

Um dos casos é avaliado dentro do Hospital Central da Polícia Militar (HCPM), no Estácio, no Centro do Rio, mas o resultado ainda não ficou pronto. A policial segue internada. 

Os policiais que apresentam os sintomas da covid-19 são orientados a permaneceram em suas casas. O período de licença é de sete dias.

Para combater a propagação do novo coronavírus, os PMs estão trocando os seus fuzis e pistolas por luvas, máscaras e álcool gel. Eles estão nas ruas atuando para conter aglomerações, seja nas praias ou nos transportes, durante a pandemia.