//Secretária de Saúde de Macabu usa carro da prefeitura para ir pra casa, em Campos
Imagens mostram veículo em pedágio da BR 101 e também chegando pela Beira Valão, em Campos. (Fotos: Luan Santos).

Durante algumas semanas, a reportagem do Portal flagrou a Secretária de Saúde de Conceição de Macabu, Bruna Siqueira, utilizando veículo da prefeitura para retornar para casa, que fica em Campos dos Goytacazes, onde mora. A chefe da pasta têm motorista à disposição, segundo fontes do portal. A informação, confirmada por este blog, veio através dos próprios funcionários da prefeitura do município.

Há algum tempo Bruna tem usado o veículo para percorrer o trajeto, de aproximadamente 83 KM. A última viagem ocorreu na noite de ontem, quinta-feira (28). Por volta das 18h10, a secretária entrou no carro, de modelo Touro, da Fiat, junto do motorista, identificado como Jean Carlos Manhães dos Santos. Eles seguiram até um posto de gasolina, onde a maioria da frota da prefeitura é abastecida, e colocaram combustível. Após isso, foram até Campos, passando pelo pedágio da BR-101. (confira foto).

Ao chegar na cidade, Bruna percebeu que estava sendo perseguida e decidiu abandonar o veículo às pressas, antes mesmo de chegar à sua residência. Ela desembarcou na Beira Valão, no Centro de Campos. O motorista, que também mora na cidade, ficou com o carro oficial da Secretaria em sua residência.

Procurado pela reportagem, Gean ficou surpreso, e não conseguiu esconder o nervosismo. Tentou se explicar, mas não colou, e quis desligar o telefone sem dar muitas informações. Inclusive, disse que “não tinha nada para dizer”.

Ao ser procurada pelo portal, a Secretária de Saúde justificou a viagem dizendo que o veículo foi até Campos buscar um pneu. Questionada pela reportagem sobre ter sido fora do horário comercial, Bruna continuou com as afirmações. Vale lembrar que ela utiliza o veículo há cerca de dois meses, segundo os próprios funcionários. Pra que tanto pneu? (risos). Precisamos saber que loja é essa que fica aberta até mais tarde…

Também procuramos o Chefe de Transportes, André Luis Barreto Lins, que nada falou sobre a denúncia, e passou o telefone para o Prefeito, Cláudio Linhares, que resumiu apenas em usar palavras de xingamento ao repórter deste jornal. No Whatsapp tentamos continuar a conversa com Lins, porém, ao ser perguntado sobre seu posicionamento, ele não respondeu as mensagens.

A indignação é em massa de funcionários que também residem em Campos e a senhora Secretária não oferece nenhuma carona! Que climão.. Já que não oferecem vale-transporte para seus servidores, poderiam montar uma lotada “Bruna Transportes” ou até mesmo batizar de “Rumo Certo”, fica a dica! Brincadeiras à parte, pois o assunto é sério, já que envolve dinheiro público. Enquanto pagam gasolina para a secretária ir embora, faltam insumos no hospital local.

O uso indevido do veículo público pode gerar processos de improbidade administrativa. A denúncia foi apresentada ao MPRJ.

Antes de assumir cargo em Macabu, Bruna pediu exoneração em outro município alegando distância e desgaste da profissão

Um mês antes de assumir a Secretaria de Saúde de Conceição de Macabu, Bruna Araujo Siqueira, que comanda a pasta desde setembro deste ano, desistiu do mesmo cargo que exercia no município de São Fidélis. Na época em que pediu exoneração, Bruna alegou desgaste pela profissão, segundo reportagem do SF Notícias. (clique aqui e leia a matéria).

Ainda de acordo com o site local, a secretária comentou que a decisão foi tomada por motivos pessoais, junto à sua família. Bruna teria dito que entre os motivos que levaram à desistência do cargo de secretária municipal de saúde de São Fidélis é o deslocamento que fazia diariamente para trabalhar, já que ela reside em Campos.

O que chama a atenção, é que pouco mais de um mês depois, Bruna Araújo assumiu a secretaria de saúde de Conceição de Macabu, que fica ainda mais longe de onde mora. Se comparada a distância, são 29 KM há mais. Saindo de Campos para trabalhar em São Fidélis, a secretária percorria 56 KM (apenas a ida), enquanto em Conceição ela anda 85 KM para chegar ao novo local de trabalho.

Já ia me esquecendo de contar.. o salário que ela ganha agora é menor ao que ganhava em São Fidélis. O que pode ter trago ela para a cidade?