• Seja Bem Vindo!
  • 28 de Abril de 2017
Carapebus: CEDAE presta maus serviços à população
Falta água tratada e quando tem é de péssima qualidade.
Publicado em: 27/01/2017 Às 10:41 - Atualizada em 27/01/2017 Às 10:41

Por Tânia Garabini

Da Redação na Região dos Lagos

Divulgação / Ascom

Pela falta de água tratada e  de má qualidade em diversos bairros , a prefeita de Carapebus, Christiane Cordeiro  – em reunião com representantes da empresa Águas do Paraíba, na manhã desta quarta-feira (25) disse que vem realizando estudos para resolver o problema do abastecimento de água na cidade e se for necessário realizar a quebra de contrato com a Cedae – fornecedora de água na cidade – por descumprimento de trabalho, deixando boa parte da população sem água tratada ou abastecida com produto, onde há resíduos misturados ao líquido, mau cheiro e forte concentração de ferro.

Carapebus apesar de ter uma população de quase 20 mil habitantes foi abandonada à própria sorte. A prefeita Christiane Cordeiro está resolvendo os problemas mais emergenciais e o abastecimento de água é um deles. Durante a reunião ela chegou a mostrar aos funcionários da Águas do Paraíba um copo com água tratada pela Cedae. No fundo do recipiente havia um centímetro de resíduo depositado e que agitado turvava completamente o líquido além de exalar mau cheiro.

Na gestão de Eduardo Cordeiro foi construída a unidades de tratamento de água (Centro). Na época, o índice de pureza do líquido era de 99,8%. A cidade ganhou ainda em sua gestão 20 quilômetros de rede de água, 615 hidrômetros foram distribuídos para residências na comunidade de Ubás, onde a água nunca chegou. E aumentou a vazão de fornecimento de sete metros por segundo para 28 metros/s. A captação de água é feita na represa do córrego da Maricota.

Na última gestão, apenas o Centro de Tratamento de Água, que fica no morro do córrego da Maricota, funciona precariamente e   a vazão caiu de 28 m/s para quase sete. O atual governo – explicou Christiane Cordeiro –  encontrou as elevatórias paradas devido a queima das bombas de abastecimento e o tratamento da água precário, a ponto do produto fornecido estar com sujeira e provocar manchas nas roupas pela alta concentração de ferro existente no solo onde é feita a captação. Os bairros mais atingidos com o fornecimento são o PCC, Caxanga, Novo Horizonte, Santa Edwiges e o Centro da cidade a água quando chega vem com resíduo e mau cheiro. Em Ubás existe rede de água, mas ela nunca chegou. Os moradores utilizam cacimbas ou compram caminhões com pipa d’ água.

Ainda na gestão de Eduardo Cordeiro, foram construídas duas estações de tratamento de esgoto, uma no centro e outra no Ubás, que chegaram a tratar mais de 60% dos dejetos coletados da cidade.  A gestão passada desativou os dois reservatórios para eliminar despesas, de R$ 7mil / mês com isso, o esgoto da cidade deixou de ser coletado e tratado.

Ainda na reunião a administração municipal informou que pretende elevar a barragem da represa da Usina para assim ampliar o volume de coleta e armazenamento de água, melhorando também os poços e barragem existentes em outras localidades. E no entorno desse importante reservatório promover a urbanização transformando o local também em área de lazer para a comunidade. Para isso, está sendo previsto uma reestruturação no Plano Diretor da cidade, que será posteriormente encaminhado para a análise e aprovação da Câmara.

Participaram da reunião o superintendente regional da Águas do Paraíba, Jucélio Azevedo de Souza; Adelfran Francisco Lacerda, da Comunicação Empresarial e Silas Almeida, gerente de operação. Presente também, o ex-prefeito Eduardo Cordeiro, o economista Luiz Victor Coutinho, os 9 vereadores, a presidente da Câmara Tânia Cabral, os vereadores Luciano Sardinha de Carvalho (Deuti), Antônio Marcos Santos da Silva (Marquinho Pacato), Marcelo Borges Martins (Borginho), Anselmo Prata Vicente (Anselmo Prata), Maicon Freitas Pimentel (Maicon Véio), Albecir Ribeiro (Tuti), Leandro Drumond Esteves (Dandinho) e Wagner Mello Ferreira (Wagner Mello). Da prefeitura se fez presente o Sub Procurador Ivan Lécio e o Secretário de Meio Ambiente: Lenildo Lamóglia.

  • Link Encurtado P/ Matéria:
Comentários
Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.

Publicidade

O Portal Jornada traz as principais notícias da Região Norte, Noroeste, Lagos e Serrana do Rio.